Lista de Convidados Descomplicada

Faça sua lista de convidados sem sofrimento!

Faça sua lista de convidados sem sofrimento!

Especialistas em assunto de casamento são unânimes ao afirmar: a lista de convidados é o que mais tira o sono de todas as noivas! Eu mesma, confesso, já tive crises de ansiedade só de PENSAR em quando eu fosse começar a fazer a minha…

A maioria considera erro absoluto o noivo e a noiva fazerem listas separadas. Eu não gosto de classificar como CERTO e ERRADO. Cada casal é único, o que significa que uma coisa pode funcionar perfeitamente para um e ser um desastre para outro.

Se o meu sonho for me casar em uma capela em que a capacidade máxima é de 100 pessoas, não seria mais justo dividir essa quantidade em dois? Cada noivo (e família) com 50 convidados. Nada tão rígido, pois temos que considerar os faltosos e o quanto cada um conseguiria preencher essa lista. O que vocês acham dessa ideia?

Determinando a quantidade de convidados

Acredito que a lista de convidados seja a primeira etapa para conseguir planejar os outros detalhes. A quantidade de pessoas vai influenciar no tamanho da igreja, local da festa, quantidade de bem casados, lembrancinhas e por aí vai… E o mais importante: deve caber no seu orçamento.

Uma dica é fazer orçamento prévio para um determinado número de convidados. A partir daí já dá pra avaliar se a lista está de bom tamanho ou se está fugindo ao controle!

Obs.: Valores de salão, igreja e Buffet variam muito com mês, dia da semana e horário do evento. Pense nisso!

Escolhendo os convidados

Definida a quantidade, hora de definir a qualidade.

Claro que existem pessoas que você não terá dúvida em colocar na sua lista. Os familiares e amigos mais próximos do casal têm lugar garantido no grande dia!

Mas e as dúvidas? Convidar ou não aquele amigo de faculdade que não vejo há 2 anos? E aquela tia que nunca liga no aniversário? Com objetividade e jogo de cintura, você responderá essas questões sem stress!!!

Nessa questão entra também quem está “pagando” o casamento. Eu não gosto muito de ver por esse lado, pois, independentemente de quem esteja pagando as despesas do evento, ele continuará sendo dos NOIVOS. Aqui, vale a pena uma boa conversa para decidir como será feita a lista de convidados.

Para aqueles convidados que você ainda está em dúvida, responda rapidamente a essas perguntas:

1) É seu colega de trabalho, mas existe uma relação de amizade também fora dele (Facebook e grupo do WhatsApp não contam, ok?)?

2) Você sempre vai nos eventos que ela te convida, mas ela nunca aparece nos seus?

3) É o tipo da pessoa em que você ficaria confortável em um almoço a dois (amiga, amigo, parente…)?

4) Essa pessoa sabe o nome do seu noivo/noiva?

5) A presença desse convidado vai deixar sua festa mais agradável?

6) Você tem uma história de amizade com essa pessoa, mas se afastaram por causa das circunstâncias? Vale a pena fazer a “manutenção” dessa amizade? Ela faria o mesmo por você?

7) Você pagaria um jantar para essa pessoa?

Se você respondeu NÃO a 4 ou mais perguntas, não convide!

Cortando nomes na lista de convidados

Quando você pensa em chamar alguém, provavelmente tem um carinho por aquela pessoa. Mas e se a lista ficar muito extensa? Corte nomes, sem medo. Explique para que a ideia de vocês é um casamento para amigos mais próximos e familiares e que infelizmente não poderão chamar todos os amigos queridos.

Pense em quem realmente fará diferença no dia do seu sonho! Os demais, corte. Se essa pessoa sumir da sua vida por causa disso, talvez tenha sido melhor mesmo.

Dilema do convidado +1

Sobre convidar acompanhante, também considero um assunto bem delicado. Quem não tem aquele amigo que já apresentou 13 namoradas desde que se conheceram? E aquela amiga sua de infância, queridíssima, que você conviveu com a família inteira, e que tem 5 irmãos e todos com namorada? Delicado, não?

Para esses amigos que trocam sempre de par e que podem até estar solteiros no dia, envie um convite único. Avalie caso a caso a necessidade de um convite extra. No geral, é de bom-tom enviar um convite para acompanhante se essa pessoa não faz parte de um ciclo comum de amizades, mas não deixe que isso se torne uma obrigação!!!

Para famílias grandes e que você não pode convidar todo mundo, encontre um limite. Por exemplo, envie 4 convites para a família: 1 para sua amiga, 1 para o namorado/marido dela, e 2 para eles decidirem quem vai. Imagina, enviar 10 convites para cada pessoa que você conhece a família toda??? Impossível!

E você, já fez sua lista de convidados? Ou ainda está começando o planejamento do casamento? Conte nos comentários!

Salvar

Salvar

Deixe uma resposta